ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Principal Notícias Principal Igreja da Suécia incita padres a usar termos de gênero neutro ao falar de Deus a fim de "modernizar" seus serviços

Igreja da Suécia incita padres a usar termos de gênero neutro ao falar de Deus a fim de "modernizar" seus serviços

>> Pastor ordena que mulheres de sua igreja não usem calcinha nem sutiã
>> Pastor Silas Malafaia diz por que você deve votar em Bolsonaro: "a vida do cara é limpa"

Ao se referir a Deus, a Igreja da Suécia está incentivando o clero a usar termos neutros de gênero em vez de "Ele" ou "o Senhor", na tentativa de "modernizar" os serviços da igreja.

igreja sueca

Segundo o The Gospel Herald, a decisão, que entrará em vigor no dia 20 de maio durante o Petecostes, foi tomada no início do mês setembro, após uma reunião de oito dias formada pelos 251 membros do órgão de decisão da igreja.

As novas diretrizes encorajam os padres a abrir seus serviços, referindo-se ao tradicional "Pai, filho e Espírito Santo" ou a frase de gênero neutro "em nome de Deus e da Santíssima Trindade".

"É o mais recente movimento da igreja luterana evangélica nacional para modernizar o seu manual de 31 anos, estabelecendo como os serviços devem ser realizados."

"Nós falamos sobre Jesus Cristo, mas em alguns lugares nós mudamos para dizer 'Deus' em vez de 'Ele'", disse a porta-voz da Igreja da Suécia, Sofija Pedersen Videke, ao The Telegraph, acrescentando que uma "grande maioria das pessoas" decidiu a mudança. "Temos algumas opções de oração que são mais neutras em termos de gênero do que outras".

O chefe da Igreja da Suécia, o arcebispo Antje Jackelen, também defendeu a decisão, dizendo à agência de notícias sueca TT: "Teologicamente, por exemplo, sabemos que Deus está além de nossas determinações de gênero, Deus não é humano".

No entanto, Christer Pahlmblad, professor associado de teologia da Universidade de Lund, na Suécia, disse ao jornal dinamarquês Kristeligt Dagblad que a decisão estava "minando a doutrina da Trindade e a comunidade com as outras igrejas cristãs".

"Realmente não é inteligente se a Igreja da Suécia se tornar conhecida como uma igreja que não respeita a herança da teologia comum", disse ele. 

No início deste ano, duas das principais escolas de divindade dos Estados Unidos - Vanderbilt e Duke - pediram aos professores que usassem linguagem "mais inclusiva" quando falavam sobre Deus - o que significa que agora os professores devem usar termos "neutros de gênero" para não ofender os alunos.

O catálogo de cursos da escola de divindade de Vanderbilt afirma: "A Escola de Divindade Vanderbilt se compromete contínua e explicitamente a incluir gênero como uma categoria analisada e mitigar o sexismo nos currículos da Escola de Divindade ... Isso inclui atenção consistente ao uso da linguagem inclusiva, especialmente em relação para o Divino ".

Por sua vez, as diretrizes da Duke diziam que "linguagem exclusivamente de gênero" pode ser "prejudicial e excludente".

"O 'homem' agora é visto como o que chamamos de uso 'exclusivo' da linguagem; isto é, é visto como excluindo as mulheres", diz o guia. Portanto, recomendamos que você encontre outras maneiras de se referir à humanidade em geral e use termos que sejam inclusivos. Por exemplo, em vez do homem e da humanidade, considere usar: humanos, pessoas, todos, homens e mulheres, filhos de Deus. etc."

Em um editorial para a Charisma News, a editora Jennifer LeClaire criticou a idéia de que Deus é neutro em termos de gênero, chamando-o de "perturbador" e evidência de uma "onda de fraude envolvendo a igreja". Ela aponta que em toda a Bíblia, Deus é descrito como nosso Pai (não nossa mãe) e Jesus, a expressão de Deus na terra, era um homem (não uma mulher).

Ela argumenta que a Bíblia está cheia de "diversos termos" para Deus, incluindo "o Alfa, o Ramo, o Noivo, o Pastor Chefe, a Consolação de Israel, o Dia da Primavera, o Pão da Vida, o Desejo das Nações, Emanuel, a Testemunha Fiel e Verdadeira "- e os termos de gênero neutro não são necessários.

"Não se engane, Deus não é uma mulher", conclui LeClaire. "Ele nunca foi e nunca será. Este, porém, é apenas mais um sintoma de um problema maior - uma perversão da Palavra de Deus que levará muitos a extraviar-se e até mesmo a uma Grande Queda. Suplico-lhe nesta hora seja amante da verdade, fale a verdade em amor e ore pela igreja nesta hora. "