ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Artigos A autoridade da ressurreição de Jesus Cristo

A autoridade da ressurreição de Jesus Cristo

>> Deus, o primeiro programador!

Cheques, livros, documentos governamentais, certidões de casamento e de divórcio, documentos, jornais, cartas, contratos, receitas médicas, contas de telefone, e-mails, certidões de nascimento, obituários e qualquer coisa que se mencione são todas datadas a partir da autoridade da ressurreição de Jesus Cristo.

Imagino que alguns já estejam dizendo algo como: "Você perdeu a memória? Certamente você aprendeu na escola que datamos as coisas a partir do nascimento de Jesus - antes de Cristo ou depois de Cristo". Concordo, e essa coluna nesse informativo é datada a partir do nascimento de Jesus.

Insisto, entretanto, que, se Ele não tivesse ressuscitado dos mortos, ninguém prestaria muita atenção ao seu nascimento na ocasião e muito menos agora. Mais de 500 pessoas o viram vivo depois que Ele morreu crucificado e foi enterrado. Isso demandou uma investigação.

Um médico e historiador, cujo nome era Lucas, foi uma autoridade a respeito da morte de Jesus e reuniu os detalhes, relatando-os cuidadosamente. Ele associou testemunhos às documentações de tudo que escreveu sobre Jesus. Os escritos do Evangelho segundo Lucas e dos Atos dos Apóstolos estavam quase completamente prontos por volta de 65 d.C. Sua biografia de Jesus é a melhor entre todas as que foram escritas. Ele escreve claramente sobre as coisas que "Jesus começou a fazer e ensinar".

Na introdução do livro de Atos, doutor Lucas escreve sobre Jesus, depois de sua ressurreição: "Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles pelo espaço de quarenta dias e falando do que respeita ao Reino de Deus" (At 1.3).

Encontramos uma descrição mais completa das inegáveis provas da ressurreição dos mortos naquele que considero o maior tratado jamais escrito sobre a ressurreição de Cristo. Ele foi escrito pelo erudito Paulo, que nasceu na cidade de Tarso. Isso está na primeira carta "à igreja de Deus que está em Corinto". Ele escreveu aos cristãos da orgulhosa, enriquecida e imoral cidade da Grécia, quando estava em Éfeso, em 56 d.C. Como Lucas, ele também ouviu testemunhas que viram e ouviram Jesus e tiveram um contato pessoal com Ele. Leia atentamente o capítulo 15 dessa famosa carta.

Tudo é real porque Ele vive

A ressurreição de Jesus é documentada com vigor e precisão. Sua ressurreição é a força que autentica tudo que Ele disse e fez. Tudo é real porque Ele vive.

O cristianismo é a única religião do mundo que tem um Senhor e Salvador vivo. As outras mostram os cemitérios e sepulturas onde seus líderes estão enterrados. Os cristãos podem saudar uns aos outros com estas simples palavras: "Ele ressuscitou".

Eu visitei o túmulo de alguns dos mais celebrados líderes do mundo e ouvi o guia dizer: "Ele está enterrado aqui".

Na primeira vez que estive no lugar em que Jesus foi enterrado, num túmulo que foi emprestado por apenas 3 dias, ouvi Samuel Mattar, então guardião do local, dizer: "Vocês nunca mais irão voltar aqui novamente. Não há nada para ver. Está vazio. Ele ressuscitou. Ele está vivo".

Como seguimos adequadamente o Senhor vivo que nos chamou para ir após si? H. Dale Burke, em seu novo livro "Take Back Your Life" ("Retome sua vida", Harvest House Publishers, sem tradução para o português), nos diz como, de um modo direto e simples, com estas palavras: "Ame a Deus e ame as pessoas. Faça disso sua prioridade". Que maravilhosa aventura nos aguarda se fizermos isso dessa maneira.


Bill Ellis
Tradução: Cristina Ignacio
Publicado por: www.portasabertas.org.br
[28/07/2007]



App Caixinha de Promessas

 

Caixinha de Promessas

"Assim, pois, irmãos, estai firmes e conservai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa." II Tessalonicenses 2:15

[Inclua em seu site]



 


Publicidade