ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Mensagens Por que coisas boas só acontecem com os outros?

Por que coisas boas só acontecem com os outros?

>> A importância de lermos a Bíblia
>> Deus é o único médico de nossa alma
>> Salmo 12 - Integridade moral
>> Levítico 4 - A oferta pelo pecado
>> Deus é a fonte da vida

“como Deus pode fazer agora o que você espera há tanto tempo”
João 5:1-15

Introdução:

Com certeza esse era o questionamento desse homem que se encontrava há 38 anos esperando por um milagre. Pense em quantas pessoas ele viu outros mergulharem no tanque e saírem curados nesse tempo todo enquanto ele permanecia doente. Pense em quantas vezes ele mergulhou e saiu molhado sem ser curado. Pense em quantas vezes ele viu a água se agitar e não conseguiu chegar a tempo para obter a bênção que ele tanto desejava.

O questionamento dele não era o mesmo de Asafe no Salmo 73 e nem o mesmo de Jó em seu livro homônimo, as perguntas destes dois eram “Por que coisas boas acontecem a pessoas ruins?” e “Por que coisas ruins acontecem a pessoas boas?” respectivamente, mas para esse homem a questão que o incomodava era “Por que coisas boas só acontecem com os outros?” (grifo meu). Por que o milagre acontecia para outros que tinham um problema menor e sofriam há menos tempo que ele enquanto ele jazia naquela terrível situação piorando a cada dia que passava?

Talvez essa seja a situação que você está vivendo. Você veio até a Igreja e tem visto milagres acontecerem no casamento dos outros enquanto o seu permanece em crise. Vê milagres na vida dos filhos dos outros enquanto os seus permanecem fora da Igreja. Vê milagres de cura na vida de quem senta ao seu lado enquanto você permanece sofrendo com uma doença que os médicos não conseguem tratar. Essa mensagem é para você que tem vivido um drama parecido com esse, que tem vindo a Igreja, participado das reuniões, buscado o milagre e continua do mesmo jeito há muito tempo. Deus tem uma palavra para te ajudar a superar seu problema ou para te ajudar a suportar o seu problema enquanto o milagre não chega.

Para quebrar um pouco o gelo, fico imaginando se essas piscinas que recebiam poder curativo fossem aqui no Brasil. Quanta gente ociosa e cheia de saúde não levantaria de madrugada e ficaria guardando lugar a beira delas para os doentes só para ganhar um trocado fácil. Ou se nesse lugar estivessem algumas crianças travessas como em nossas igrejas que mexeriam na água para despertar a esperança na multidão de doentes só para vê-los caírem na água e saírem do mesmo jeito. Ainda bem que esses tanques ficavam em Jerusalém e foi Jesus que entrou lá!

O texto se dividirá em duas partes, a primeira tratará de ajudar você a mudar algumas atitudes para que coisas boas também possam te acontecer e a segunda abordará um tema muito sério sobre como não deixar que as coisas boas que te acontecerem se tornarem uma armadilha para coisas piores, pois lembre-se que após a cura Jesus advertiu o homem sobre a maneira que ele deveria viver para não sofrer coisas piores, já que ele havia ficado enfermo por algum pecado que havia cometido no passado. Quem vive como enfermo (escravo) muito tempo tem que aprender a viver como curado (livre)!

I. PARA QUE COISAS BOAS TAMBÉM TE ACONTEÇAM – saiba porque coisas boas não tem acontecido com você

1. Coisas boas só acontecem com os outros porque você não quer de todo e nem de todo não quer – Jesus não perguntou – “Você pode ser curado?”, mas “Você quer ser curado?”, pois Deus não procura capacidade, mas disponibilidade. Nosso problema não é que não sabemos o que fazer e nem que não conseguimos fazer o que sabemos, nosso principal problema é que não queremos fazer o que sabemos! Por isso a pergunta de Jesus não pode ser tratada como óbvia ou absurda, pois poderíamos pensar que perguntar a um doente que está doente há 38 anos se ele quer ser curado é um tanto quanto estúpida. Jesus tocou na raiz do problema ao perguntar se ele queria, pois mexeu com sua vontade e se você notou ele não respondeu nem que sim e nem que não e deu uma resposta a uma pergunta que não foi feita! A palavra curar no texto significa muito mais que dar um par de pernas fortes, significa uma cura completa. Jesus não quer simplesmente resolver um problema particularizado em sua vida, ele não quer apenas curar sua doença ou restaurar seu casamento, Ele começa por aí e não para mais! Ele vai mexer em seus negócios, em sua família e em seu caráter até fazer de você alguém digno de entrar no céu. Portanto pense bem se você quer realmente que Ele comece a operar em sua vida, pois assim que ele começar não irá parar até fazer a obra completa. É como o fermento misturado na farinha numa das parábolas do reino em Mateus 13, depois de inserido na farinha o fermento toma conta de tudo e altera tudo! O reino de Deus é invasivo e inclusivo! O problema nosso é que queremos ser libertos da tirania do Diabo, mas não queremos se submeter ao senhorio de Cristo. Queremos mudar as circunstâncias, sem querer mudar nosso caráter. Queremos curar nosso corpo, sem curar nossa alma. Queremos ser livres das dores do pecado, sem se livrar do prazer do pecado, ou seja, queremos uma cura pela metade e isso Deus não irá fazer! Outros estão tão apegados ao problema que não querem se ver livres dele, afinal um doente ganhava por dia em esmolas mais do que um homem são em uma dia de trabalho, então ser curado poderia privá-lo de viver a custa de outros e exigiria que procurasse algo para fazer. Da mesma forma tem gente que se Deus resolver o problema que tem, não terão mais assunto para falar e chamar a atenção dos outros na Igreja, deixarão de ser tratados como coitadinhos e terão que visitar ao invés de ser visitado, orar por outros ao invés de outros orarem por ele etc. Cuidado então para não querer uma salvação sem Salvador porque isso você não vai conseguir!

Para refletir - “Se você não quiser nem Deus, nem os anjos o forçarão, mas se você quiser nem o Diabo com todos os demônios o impedirão de receber aquilo que Deus tem para você!”

2. Coisas boas só acontecem com os outros porque você tem confiado nos meios e não em Deus – é engraçado ver Jesus entrar num lugar cheio de doentes e não ser notado! Afinal ele já tem um repertório de curas e uma fama razoável nesse período de seu ministério. O que levou a uma situação dessas? É que o pessoal ali confiava num único meio de ser curado, que era o de um anjo descer do céu e mexer na água e a confiança nesse único método os cegou para o Senhor dos anjos que estava ali pronto para curar qualquer um que lhe pedisse! Deus não está preso aos meios! Pense, por exemplo, em como Jesus curou os cegos. Um ele curou usando apenas a palavra, outros dois curou conforme a fé que tinham, outro com dois toques e um outro usando cuspe e barro! A pergunta de Jesus não foi “Como você quer ser curado?”, mas simplesmente “Você quer ser curado?”. Deixe Deus ser Deus! Deixe que ele faça o que bem entender, pois Ele sempre quer o melhor e faz o melhor para nós!

Para refletir – “Deus usa os meios que não queremos para que alcancemos os fins que desejamos!”

3. Coisas boas só acontecem com os outros porque você não tem mais concorrido à disputa do milagre – nisso temos que elogiar esse homem, afinal ele estava lá o todo dia e o dia todo esperando a água se agitar. Ele não era brasileiro, mas não desistia nunca! Foram 38 anos tentando apesar de todos os fracassos anteriores e sem desanimar! O nosso problema é que desistimos fácil das coisas. Oramos uma semana ou duas, um mês ou um ano e depois abandonamos a busca. Perseverança é uma virtude que nos esquecemos de cultivar! Já imaginou se Josué desistisse de conquistar Jericó na penúltima volta ou se Naamã parasse no sexto mergulho? As vezes falta apenas uma volta para o seu milagre acontecer, então não desista, continue, avance!!!

 

Para refletir – “A vitória da esperança não é alcançar o que se deseja rapidamente, mas não desistir de buscar o que se deseja leve o tempo que for preciso!”

4. Coisas boas só acontecem com os outros porque você se esqueceu do motivo que o trouxe a Igreja – não sei se foi isso que aconteceu com esse homem, mas bem pode estar acontecendo conosco em uma situação como a dele. Chegamos na Igreja com nossas falhas e faltas, desejando superá-las, mas depois de algum tempo sem que nada aconteça nos acomodamos a situação e aprendemos a conviver com elas. Gostamos do pessoal da Igreja, do jeitão do culto, das músicas etc e esquecemos de que somos pecadores e que precisamos nos arrepender! Já imaginou se esse homem ficasse amigo de outros doentes e passasse a frequentar aquele lugar apenas para ter alguém com quem conversar ou dividir as dores, deixando as águas se agitarem sem tentar mergulhar para obter a cura de seu mal! Mas é isso que acontece com muita gente na Igreja! Eles vem, vão ficando e depois de um tempos não cedem mais aos apelos de conversão, pensando que por terem se tornados boas pessoas não precisam ser feitos nova criaturas!

Para refletir – “Frequentar a Igreja não fará de você de um cristão, assim como morar em uma garagem não o transformará em um automóvel!”

5. Coisas boas só acontecem com os outros porque você tem corrido atrás de anjo ao invés de buscar o Senhor – Reflita comigo se não é exatamente isso que acontece conosco. Estamos numa Igreja e nada tem acontecido, aí ouvimos que há um pregador numa outra localidade agitando a água e fazendo o milagre acontecer, o que fazemos na maioria das vezes? Corremos para lá, mas para nossa decepção nada acontece. Por favor, para de correr atrás de anjo (homens), porque é Jesus quem vai fazer o milagre aí onde você está! Chega de ficar mudando de Igreja em busca de um anjo, pois o Senhor dos anjos está ao nosso lado para fazer o milagre no tempo e do jeito dEle!!!

Para refletir – “Quem corre atrás de anjo em busca de um milagre, acaba ficando sem fôlego para permanecer na fé!”

6. Coisas boas só acontecem com os outros porque você tem feito dos problemas maiores um consolo para seu problema menor – muitos para se sentir melhores se comparam aos que estão piores. Somos como o fariseu que para se sentir santo se comparava com o pior dos pecadores (Lucas 18). Poderia ser que se estivéssemos no lugar desse homem convivendo com um problema crônico há tanto tempo, começaríamos a olhar de lado e ver que apesar de paralíticos estamos bem em comparação a quem não tem pernas, a quem é cego etc. A questão não é se você não é tão ruim quanto os outros, mas se você é tão bom quanto Jesus! Todo pecado, grande ou pequeno, leva para o inferno do mesmo jeito! Todo pecado precisa de perdão!

Para refletir – “Tem muito pecado que a Igreja não disciplina, mas que Deus condena!”

7. Coisas boas só acontecem com os outros porque você tem focado nos que ainda estão doentes ao invés de focar naqueles que já foram curados – se esse homem ficasse olhando para a multidão dos que ainda estavam enfermos teria desistido de esperar. Com certeza ele via aqueles que saíam do tanque curados como uma inspiração para continuar acreditando que o seu dia iria chegar! Pare de olhar para os membros de Igreja que ainda tem falhas de caráter, que não demonstram mudança de vida, que são desleixados etc e comece a olhar para aqueles que exibem as virtudes e valores do reino, que passaram pelo fogo sem se queimar, e com certeza você receberá encorajamento para continuar a ter fé!

Para refletir – “O que Deus fez a outros, fará também a você!”

II. PARA QUE AS COISAS BOAS NÃO TE LEVEM A SOFRER COISAS PIORES – como não deixar que as coisas boas o distraiam das coisas melhores, das coisas importantes e das coisas eternas.

1. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores não podemos ficar apenas nos primeiros passos – Jesus advertiu esse homem para que agora que estava curado não voltasse a pecar, porque senão coisas piores iriam lhe suceder, ou seja, se o leito de dor era agoniante, a cama do inferno seria terrível. Então para evitar isso precisamos cuidar para não dar apenas os primeiros passos. O verbo andar utilizado no texto significa um movimento contínuo e não apenas uns passos. O nosso problema é que damos os primeiros passos na vida cristã e paramos a beira do caminho. Andamos num ritmo razoável e depois começamos a andar devagar quase parando, perdendo o vigor e a paixão pelas coisas de Deus. Muitos começam bem, mas nunca terminam. Batizam-se, tomam a primeira comunhão e acham que isso é tudo na vida cristã. Como o anjo disse a Elias, digo a nós – nosso caminho ainda é longo! Não podemos ficar para trás, pois são os retardatários que o inimigo costuma atacar (vide Êxodo 15)! Vamos andar com Ele, para poder andar como Ele! Vamos avançar em nosso conhecimento, em nosso ministério e em nossa intimidade com Deus! É tempo de sair da beira do caminho e voltar a andara nele!

2. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores precisamos orar para que quando tivermos o desejo de pecar não tenhamos a oportunidade de pecar e quando tivermos a oportunidade não tenhamos o desejo de pecar – poderia ser que esse homem nesses 38 anos em que ficou enfermo tivesse o desejo de pecar, mas ele não tinha a oportunidade, afinal naquele estado moribundo o que ele poderia fazer, em seu caso não foi ele que abandonou o pecado, mas foi o pecado que o abandonou. Mas agora que estava curado, poderia ocorrer de ter o desejo e a oportunidade e quando essas duas coisas se encontram há transgressão aos mandamentos de Deus! São os tempos de prosperidade e não os de adversidade o nosso maior perigo! Para o diabo a bíblia manda que ofereçamos resistência, mas para a tentação e bíblia recomenda que fujamos, isto significa que a tentação é pior que o diabo, pois na tentação existe o encontro do pior dos seres, o diabo, com o que há de pior em nós, o pecado!

3. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores devemos ser o amigo que nunca tivemos – esse homem reclamou que não tinha ninguém que o ajudasse, mas quando foi curado não o vejo voltando lá no tanque ajudando outros a entrar nele ou mesmo levando aqueles enfermos a Jesus! Não há nada melhor para nos manter no caminho que evangelizar. Quando entramos em contato com pecadores para falar de Jesus é como se voltássemos no tempo e víssemos a nós mesmos no passado, quando éramos pecadores miseráveis e necessitados e isso nos ajuda a manter-nos gratos a Deus por ter nos tirado das garras do inimigo e nos manter seguros em suas mãos!

4. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores não devemos abandonar a casa de Deus – onde foi que Jesus encontrou esse homem? Foi no templo! Apesar de curado e com um par de pernas boas para ir onde quisesse, ele resolveu ficar na casa de Deus! Quantos que após Deus fazer o milagre na vida deles, se esquecem de Deus e abandonam a Igreja! Ir a igreja não é sinônimo de que somos espirituais, mas não ir é um sinal claro que nossa vida espiritual está em decadência! Não deixemos de congregar-nos! Tomé faltou um dia e perdeu Jesus ressuscitado e por pouco não perde a fé!

5. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores precisamos conhecer melhor nosso Deus – esse homem quando foi questionado pelos religiosos sobre o autor de sua cura, não soube o que responder, ele ainda não sabia quem era Jesus. É diferente conosco hoje? Quantos realmente conhecem a Deus verdadeiramente? Não digo sobre saber teologia, mas sobre conhecer ao Deus vivo e verdadeiro! Somos como Jó antes de sua tribulação, conhecendo a Deus só de ouvir falar! Precisamos mais que conhecer sobre Deus, mas conhecer Deus propriamente e isso só vem com leitura consistente de sua Palavra e com orações sinceras ante a sua face! Chega de conhecer apenas as doutrinas de Deus, mas que se comece a conhecer a pessoa de Deus! E diferente da pessoa desse homem, ao se deparar com o Filho de Deus não saia de sua presença como se Ele fosse uma pessoa comum, antes se prostre diante dEle como o cego de nascença em João capítulo 9!

6. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores devemos nos ver como pessoas curadas – a versão atualizada da Bíblia diz que esse homem antes de se levantar se viu curado! Precisamos nos ver como filhos de Deus, como novas criaturas, como eleitos e amados dEle! Assim quando o diabo insinuar qualquer dúvida sobre nossa identidade, responderemos de pronto sobre quem somos em Cristo e nos manteremos firmes em nossa fé! O diabo tem nos cegado para aquilo que Deus fez em nós e isso é muito perigoso, dessa forma vamos pingar o colírio santo em nossos olhos para recuperarmos a visão sobre as bênçãos da santidade que Deus fez e está fazendo em nosso coração!

7. Para que as coisas boas não nos levem a sofrer coisas piores que levar a carga que nos cabe – Jesus mandou o homem se levantar e carregar o seu leito, da mesma forma temos que arcar com nossas responsabilidades. Muitos querem se levantar e andar, mas não querem carregar o seu leito! Vida cristã é liberdade com responsabilidade! E lembre-se que nenhum peso é maior do aquele que Jesus suportou por nós na cruz e se está difícil caminhar com seu leito, lembre-se que Ele pode renovar as suas forças para você continuar prosseguindo!

CONCLUSÃO – “Deus ainda pergunta – você quer ser curado?”



App Caixinha de Promessas

 

Caixinha de Promessas

"Vós, porém, esforçai-vos, e não desfaleçam as vossas mãos; porque a vossa obra terá uma recompensa." II Crônicas 15:7

[Inclua em seu site]



 


Publicidade