ComunidadeaBíblia.Net

 
Home Tecnologia Artigos Mitos sobre Linux

Mitos sobre Linux

>> Software Livre contra a pirataria (Parte 2)
>> Software Livre contra a pirataria (Parte 1)
>> Open Source Software - Técnicas de desenvolvimento e modelo de negócios
>> Entenda o que é um curto-circuito
Não tenho interesse em ridicularizar ou fazer apologia contra nenhum software proprietário, especialmente sobre a Microsoft; acredito que todos os produtos da Microsoft tem boa qualidade, porem quando comparados aos softwares livres se tornam obsoletos sob vários aspectos em especial na segurança e custo.

Se assim como eu, você é um entusiasta das distribuições Linux; com toda certeza já escutou frases como: “Linux é muito difícil”, “É complicado instalar,” “Linux não tem programas,” “Linux não roda meus filmes,” e por aí vai. Sinceramente acredito que estas frases são precoces, e para cada uma delas tenho um argumento.

01 – Linux é muito difícil

Por acaso o Windows é fácil? O instalado não é nem um pouco intuitivo e não ajuda o usuário. No fim das contas você nem sabe o que está acontecendo com seu computador, se sabe que está com X % concluído e que vai acabar em X minutos.

Você vai clicando em próximo>Aceitar>Próximo>OK e seja o que Deus quiser. Quantas pessoas você conhece que sabe instalar e configurar o Windows (eu mesmo já perdi a conta de quantas vezes instalei o Windows para algum amigo).

A questão é que para se alguém pretende iniciar no mundo Linux tem que fazer uma leitura previa sobre o assunto, por que diferente do Windows você dificilmente encontrará alguém para instalar e configurar uma instalação Linux no seu computador.

Mesmo assim depois de instalado a utilização é semelhante a do Windows ou mesmo do seu celular. Tem um menu de opções (seja qual for a interface gráfica) e você poderá selecionar o navegador de internet, o comunicador (para conectar o MSN), um editor de texto e por aí vai. Tudo isso usando apenas o mouse.

O KDE (que é uma das principais interfaces) sofre certo preconceito na comunidade linux por ser muito parecido com o desktop do Windows e para quem usa o Gnome os menus não muito bem organizados e intuitivos, e nem vou falar do Xfce e de muitas outras ótimas interfaces gráficas que temos a disposição.

02 – A instalação é muito complicada

Instalar distribuições como: Ubuntu, Debian, Fedora, Epidemic, sidux, entre outros é tão fácil que é quase uma afronta a nossa inteligência. No Ubuntu e no Debian, por exemplo, existe a opção de instalação automática, o usuário escolhe: AUTOMÁTICO, vai tomar um café e quando volta está tudo pronto.

E falando em tempo de instalação, o Epidemic ou o sidux, por exemplo não leva mais que 20 minutos para instalar, e preciso lembrar que depois de instalado dificilmente será necessário instalar: placa de vídeo, som, impressora... tudo isso por que as distribuições linux em geral tem uma ótima detecção e suporte a hardware.

Para casos específicos em que há necessidade de alguma instalação adicional existem inúmeros scripts que facilitam a instalação destes drivers de hardware, em algum casos só é necessário aceitar a instalação e o restante é feito automaticamente.

Bem diferente é claro do Windows, que se você não tiver o CD do driver em casa terá que procurar e instalar sozinho o driver contando apenas com a ajuda daquele seu amigo que instalou o Windows pra você.

03 – Linux tem poucos programas

Quando ouço falar que o linux não tem programas ou que é difícil instalar não compreendo. Para quem usar o Debian (e os baseados nele) é preciso digitar em um terminal o comando:

# apt-get install nome_do_programa

Pronto a aplicação está instalada e configurada. No mais a maioria das distribuições existem scripts para instalação de softwares, neste caso o usuário ganha nos comentário e telas dos aplicativos, o “trabalho sujo” é todo feito pelo script.

Faço referencia ao Epidemic Linux com o Easy Channel que é um excelente e intuitivo canal de instalação de software, que alias instala aBiblia Software automaticamente (a partir do Epidemic 3.0).

E várias outras distribuições linux que contam com inúmeras (e facilitadas) formas de instalação de aplicativos. O que o usuário precisa é se adaptar aos novos aplicativos, ou seja, buscar programas similares ao que ele já conhece no Windows.

Sugiro uma tabela de equivalência entre Windows e Linux, no link abaixo tem uma do Viva o Linux que achei sensacional: http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Programas-equivalentes-Linux-vs-Windows/

04 – Linux não roda meus vídeos e músicas

Sobre este assunto também não existe mistério. Problemas com a execução de arquivos de media em geral é facilmente corrigido com a instalação dos codecs apropriados, arquivos de midia existem em vários formatos portanto precisam de suporte adequado.

E não adianta fazer esta cara por que o Windows também não ajuda com os codecs; eu olhei em alguns sites de downloads e no baixaki, por exemplo, existem mais de 140 opções de codecs para download no Windows.

Em poucas palavras basta instalar o “libdvdcss2” que serve para rodar DVD protegidos e o W32codecs que da suporte a AVI, RMVB e uma enorme gama de formatos de áudio e vídeos disponíveis no mercado.

A instalação pode ser mais fácil que parece, para os usuário Debian e base debian em geral é só adicionar o repositório Debian Multimídia ao seu sorce.list. Para isso:

a- Abra seu arquivo /etc/apt/sources.list e insira os endereços abaixo
deb http://ftp.br.debian.org/debian-multimedia/ lenny main
deb-src http://ftp.br.debian.org/debian-multimedia/ lenny main


b- Atualize a lista de pacotes
# apt-get update

c- Instale a chave de validação
# apt-get install debian-multimedia-keyring

d- Depois instale os codecs necessários com o comando:
# apt-get install libdvdcss2 w32codecs

Em alguns sistemas operacionais é bastante simples. Os usuário do Epidemic Linux tem o Easy Channel para instalar todos estes codecs, ou no Ubuntu quando você tentar rodar algum vídeo que não tem a codificação adequada surgirá um script que procura, baixa e instala o codec adequado para execução correta. Fácil não?

05 – Resumindo

Por que pagar pela licença da Microsft se você tem tudo de graça no linux?

Se gosta muito da Microsoft e não quer migrar para o Linux tudo bem, mas de agora em diante pense em argumentos mais contundentes, pois: dificuldade de instalação, programas e facilidade de uso não são mais problemas.


RICARDO MOREIRA BRAZ DO NASCIMENTO
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Participe do nosso forum, deixe sua opnião a respeito deste artigo clicando aqui. Ou se preferir pode conhecer todo o conteúdo do Forum aqui.


App Caixinha de Promessas

 

Caixinha de Promessas

"vós que outrora nem éreis povo, e agora sois de Deus; vós que não tínheis alcançado misericórdia, e agora a tendes alcançado." I Pedro 2:10

[Inclua em seu site]



 


Publicidade